SOBRE O DIA

A parada cardíaca é um evento súbito e imprevisível. Pode acontecer a qualquer momento, com qualquer pessoa e em qualquer lugar. Grande parte das paradas ocorre fora do ambiente hospitalar, principalmente em residências, podendo acometer familiares e amigos.

 

Cerca de 90% das vítimas de parada cardíaca morrem antes de chegar ao hospital. Nós podemos mudar esse quadro! Uma reanimação cardiopulmonar imediata pode dobrar, ou mesmo triplicar, as chances da vítima sobreviver. As estatísticas mostram que QUANTO MAIS PESSOAS SOUBEREM a reanimação cardiopulmonar, MAIS VIDAS SERÃO SALVAS. 

 

Baseado nessa importância e necessidade de propagação desses conhecimentos para toda a população, nasceu o Dia Nacional da Reanimação Cardiopulmonar. O evento surgiu da aliança de Ligas Acadêmicas de Trauma e Emergência de vários estados, incluindo hoje diversas Ligas Acadêmicas da Área da Saúde (Clínica Médica, Emergências Clínicas, Cardiologia, Medicina Intensiva, Neurologia…). Trata-se, assim,  de um evento social, sem fins lucrativos, de mobilização nacional acerca do tema.

(Ligas Acadêmicas são grupos de acadêmicos que se organizam para estudo de um tema em específico e existem em várias universidades! Saiba mais na área “Quem somos” do nosso site)

 

A ORIGEM DO EVENTO:

 

Dia da Reanimação Cardiopulmonar 2013 – São Luís – MA

 

No dia 23 de novembro de 2013, a Liga Acadêmica de Trauma e Emergência do Maranhão (LATE-MA) idealizou e realizou em parceria com a Bernardinomed, Centro de Treinamento Internacional da American Heart Association no Maranhão, o I Dia da Reanimação Cardiopulmonar, a nível local, capacitando cerca de 600 pessoas durante 12 horas, em um movimentado shopping de São Luís.

 

Baseado no sucesso do evento a nível local, na experiência acumulada com o mesmo e na ausência de mobilização nacional similar no contexto das Ligas Acadêmicas, a LATE-MA e Bernardinomed idealizaram a ampliação da mobilização, convocando outras Ligas Acadêmicas de Trauma e Emergência do país, levando o evento para outras cidades. Surgia assim o I Dia NACIONAL da Reanimação Cardiopulmonar, mobilização inédita no cenário de Ligas Acadêmicas, que ocorreu em 30 de Agosto de 2014.

 

I Dia Nacional da Reanimação Cardiopulmonar – AGOSTO 2014

 

Com o intuito de ampliação da mobilização, foram convocadas outras Ligas, muitas delas já possuindo importantes trabalhos sobre Reanimação Cardiopulmonar para leigos em suas cidades, culminando na realização do evento a nível nacional no dia 30 de agosto de 2014.

De forma corajosa e organizada, 14 Ligas possibilitaram a realização nacional da mobilização, colocando em prática o projeto e organizando eventos de qualidade para a população, totalizando 9 cidades em 4 das 5  regiões do país. Ao final da mobilização, foram capacitadas cerca de 5000 pessoas.

Ligas Acadêmicas que participaram do evento em 2014:

Palmas – TO: Liga Universitária Tocantinense de Trauma e Emergência – LUTTE UFT (Universidade Federal do Tocantins)

São Luís – MA: Liga Acadêmica de Trauma e Emergência do Maranhão – LATE UFMA (Universidade Federal do Maranhão)

Salvador – BA: Liga Acadêmica de Trauma e Emergências Médicas  – LAEME UFBA (Universidade Federal da Bahia)

Belo Horizonte – MG: Liga Acadêmica de Trauma – LAT UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais)

Alfenas – MG: Liga de Emergência e Trauma – LET UNIFENAS (Universidade José do Rosário Vellano)

Rio de Janeiro – RJ: Liga Acadêmica de Trauma e Emergência – LATE UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro); Liga Acadêmica de Cirurgia, Trauma e Emergência – LACITRE UNIRIO (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro); Liga Acadêmica de Trauma e Emergência da Estácio de Sá (LATEES); Liga Acadêmica de Trauma e Emergência da Escola de Medicina Souza Marques ( LTEMSM)

Campinas – SP: Liga do Trauma da UNICAMP (Universidade Estadual de Campinas)

Porto Alegre – RS: Liga do Trauma da UFCSPA (Universidade de Ciências e Saúde de Porto Alegre); Liga do Trauma da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul); Liga do Trauma da PUC-RS (Pontifícia Universidade Católica – RS)

Rio Grande – RS: Liga do Trauma da FURG (Universidade Federal do Rio Grande)

CLIQUE AQUI E VEJA COMO FOI O EVENTO EM 2014!

II Dia Nacional da Reanimação Cardiopulmonar – AGOSTO 2015

O Dia Nacional da Reanimação Cardiopulmonar, mobilização pioneira, social e sem fins lucrativos, em sua segunda edição, reuniu várias equipes com um objetivo principal: SALVAR VIDAS! As 22 cidades participantes tiveram a oportunidade. no dia 29 de Agosto de 2015, de aprender a reanimação cardiopulmonar, técnica que, quando empregada corretamente, pode até mesmo triplicar as chances de uma pessoa em parada cardíaca.

Equipes que participaram do evento em 2015:

BOA VISTA – RR:

MANAUS – AM: 

SÃO LUÍS - MA: 

TERESINA – PI: 

JOÃO PESSOA – PB: 

SALVADOR – BA: 

FORTALEZA – CE: 

– COLATINA – ES:

– VITÓRIA – ES:

– ALFENAS – MG:

– BELO HORIZONTE – MG:

– DIVINÓPOLIS – MG:

– JUIZ DE FORA – MG:

– RIO DE JANEIRO – RJ:

– MACAÉ – RJ:

– PETRÓPOLIS – RJ:

– FRANCA – SP:

– CATANDUVA – SP:

– RIBEIRÃO PRETO-SP:

– PORTO ALEGRE – RS:

– RIO GRANDE – RS:

– CHAPECÓ – SC:

CLIQUE AQUI E VEJA COMO FOI O EVENTO EM 2015!

Em todas as cidades nas quais a mobilização ocorrerá, uma estrutura com manequins próprios para treinamento, além de manuais e panfletos informativos padronizados para todo o país,  estarão disponíveis para a população. Médicos, enfermeiros e acadêmicos de medicina estarão presentes no local como instrutores. Compareça aos nossos pontos de treinamento, que estarão estrategicamente localizados em estabelecimentos de grande circulação, como shopping centers.

O Dia Nacional da Reanimação Cardiopulmonar é um evento social, não governamental, sem fins lucrativos e que não faz parte de calendários oficiais do Governo Federal, Conselhos e Sociedades Médicas. Não está ligado a nenhum partido político ou plataformas de campanha. A organização central é feita por acadêmicos de Medicina sob orientação médica. A organização do evento em cada cidade é de inteira responsabilidade da Liga local.

Dia Nacional da Reanimação Cardiopulmonar - Liga Acadêmica de Trauma e Emergência do Maranhão